Home

Compartilhar

Onde há credibilidade

2
Viçosa
2
Guiricema
2
Dom Silvério
2
Araponga
2
Guaraciaba
2
Rio Doce
2
Ubá
2
Canaã
2
Paula Cândido
2
Acaiaca

Descubra a História

O marco para o desenvolvimento da indústria de móveis está no início da atividade dos dois grupos considerados pioneiros na produção industrial: a fábrica de móveis de aço Itatiaia e o grupo Parma. Lançada a semente, a própria dinâmica do processo econômico garantiu a expansão do pólo com a criação de novas indústrias por pessoas que tinham aprendido o ofício nas já existentes.

Para possibilitar a expansão industrial, a cidade se movimentou e conseguiu ampliar o fornecimento de energia elétrica e melhorar as rodovias. Essas duas medidas essenciais possibilitaram a implantação de novas fábricas e a distribuição eficiente dos produtos. Era impossível fazer funcionar máquinas modernas com o fornecimento precário de energia, e o transporte rodoviário garantiu o mais importante diferencial com que a indústria nascente trabalhou: a agilidade na entrega.

Na criação e na expansão da indústria do fumo e do pólo moveleiro é ressaltado papel exercido pelos colonos italianos e seus descendentes. Já antes da Abolição camponeses italianos foram trazidos para substituir o trabalho escravo na lavoura de café. Na época da Primeira Guerra Mundial houve um segundo momento de migração, formado principalmente por operários e artesãos. Ao se tornarem pequenos fazendeiros, esses migrantes formaram a base da produção fumageira, e seus filhos, trinta anos depois, construíram o pólo moveleiro.

Ser membro de uma família tradicional não era mais suficiente para definir a posição social, mas também não havia valorização exagerada da condição de migrante. Os colonos e seus descendentes foram importantes na formação da cidade, mas hoje apenas umas poucas marcas revelam sua presença no ambiente urbano. Seu papel é ressaltado pelos informantes, mas eles não estão separados da comunidade ubaense tradicional. Foram integrados e absorvidos ao conjunto. Não há dois povos, mas um só.

O crescimento econômico de Ubá se fez com o trabalho e o esforço de empreendedores locais que atuaram à margem das lideranças tradicionais. Os grandes heróis locais agora são migrantes, seus filhos ou pessoas vindas de uma situação econômica precária para se tornarem grandes empresários.

A imagem do homem pobre que se valoriza por saber aproveitar as oportunidades criadas pelas crises econômicas é a essência desse processo. Os colonos e os pequenos fazendeiros que os antecederam sustentaram a vida econômica local, levantando a indústria do fumo quando o café perdeu seu poder. Seus filhos vão ser a força principal para o crescimento da indústria moveleira.

Essa é uma história de superação e reconstrução. Começou com o mineiro que precisou recriar sua vida sem ajuda da riqueza fácil produzida pelas lavras. Passou pelos migrantes que vieram buscar vida nova na América e chegou àqueles que se dispuseram a viver a aventura da criação da indústria moveleira. Nesse quadro, em que se destaca o humilde capaz de crescer por esforço próprio, os móveis de tábuas de engradado e a carroça de entregas de José Francisco Parma se tornam emblemáticos.

Ótica Precisão Unimed Vivant Bothanico Hair
Produtos Viçosa UFV UFV
Circuito Turístico Serras de Minas - © Copyright 2010 - Todos os direitos reservados.
Site Mantido por Redline Websites
Desenvolvido por Why Digital
Fotos de André Berlinck